Google+ Followers

quinta-feira, 2 de abril de 2015

OS NOVE SEGREDOS PARA UM BOLO PERFEITO


Tirado do site: lifestyle.sapo.pt
Todos nós sonhamos com "o bolo perfeito"! Alto, fofo, equilibrado na cozedura, realçando os ingredientes principais. A autora do blog Camomila Limão partilha connosco nove dicas que farão dos nossos bolos as verdadeiras estrelas da festa.
Não é episódio único receber um telefonema de um amigo que me diz "a tua receita parece tão fácil e fiz tudo "direitinho" mas o bolo não ficou igual ao teu...".
Como costumo dizer, o ponto de partida - principalmente nas receitas de pastelaria - é respeitar as quantidades indicadas na receita e os ingredientes mencionados!
Esquecer a adição da manteiga ou fermento acaba por ser "fatal" para o bolo que se pretende confecionar.
Partilho as dicas que me parecem "essenciais" para obter um bom resultado final.
1) Colocar o bolo no forno apenas quando este atinge a temperatura desejada.
É da máxima importância pré-aquecer o forno enquanto prepara a receita. Se estiver com atenção, no meu blog, começo a receita de bolos com "pré-aquecer o forno"... Se colocar o bolo no forno ainda frio, este não vai crescer devidamente.
Por sua vez, aquecer o forno depois da massa estar pronta também compromete o resultado final. Isto porque o fermento começa a atuar quando a massa está no exterior e assim que a coloca no forno o efeito já pode ser passado.
Por fim, é muito importante conhecer o seu próprio forno pois "cada forno é um forno" e o tempo de cozedura total varia em função do forno.
2) Ler a receita até ao fim.
Já não é a primeira vez que estou a tentar perceber o porquê de uma receita não ter funcionado e, no final, apercebo-me que faltou um ingrediente.
Para evitar esses erros, deve colocar todos os ingredientes na bancada para que não fique nada esquecido.
Por sua vez, as quantidades também têm de ser respeitadas porque 5 g a mais ou a menos fazem toda a diferença nas receitas de pastelaria.
3) Utilizar ingredientes à temperatura ambiente.
Salvo raras exceções (que vêm mencionadas na receita), os ingredientes devem ser utilizados à temperatura ambiente para não comprometerem o resultado final da receita.
4) Não abrir o forno antes de 15 minutos.
Não deve abrir o forno antes de a massa estar a cozer há 15 minutos para evitar que esta "baixe".
A maioria dos fornos tem luz e, por isso, não há necessidade de os abrir para verificar o aspeto do bolo.
5) Trocar ingredientes por ingredientes "parecidos".
Utilizar o tipo de farinha errado num bolo pode ser "fatal".
Por regra, o leque de farinhas é tão vasto que, numa primeira leitura, pode pensar que é indiferente.
Contudo, utilizar farinha tipo 65 para bolos - quando é a farinha adequada para o pão - vai deixar o bolo elástico em vez de fofo.
Por sua vez, se não tiver atenção ao facto de a farinha conter ou não fermento, pode levar a que o bolo não cresça por não ter adicionado fermento ou obter um bolo que cresceu demasiado porque acrescentou fermento quando a farinha que utilizou já continha fermento.
6) Bater a massa exaustivamente.
Contrariamente ao que muitos possam pensar, a massa do bolo não deve ser muito batida. Na verdade, apenas a mistura de gemas com açúcar  deve ser batida muito bem para que os elementos se misturem devidamente e aumentem de volume.
Contudo, a farinha não deve ser batida mas apenas envolvida para não desenvolvermos o glúten da farinha e obtermos um bolo "elástico" em vez de um bolo fofo.
Ao bater demais a massa pode potenciar outro problema: apesar do bolo estar com um "ótimo aspeto" dentro do forno, assim que o retira "baixa" porque a massa ficou com demasiado ar e o bolo não ficou com estrutura suficiente para conseguir suportar o seu peso.
 Na próxima página saiba que erros não cometer
VER ARTIGO COMPLETO