Google+ Followers

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Salada Fresca New Yorker com Bacon & Cebola Frita e Molho Modena & Mel da Florette

Hoje ao almoço experimentei esta Salada Fresca da Florette...
Posso dizer que e mesmo, mesmo boa, e com o molho Modena e Mel... Simplesmente deliciosa.








quarta-feira, 29 de abril de 2015

Parceria Florette

Aqui está mais uma oferta, desta vez da Florette que me ofereceram 2 deliciosas saladas frescas, a New Yorker que é de Bacon e Cebola Frita com Molho Modena e Mel e a César que é de Frango e Queijo com Molho César :)





quinta-feira, 23 de abril de 2015

Rosas de Maçã

E como toda a gente anda a fazer estas deliciosas Rosas de Maçã, não poderia ficar de fora.
Deixo aqui a receita da maneira como eu fiz as minhas, espero que gostem.

Ingredientes:

1 base de massa folhada rectangular
1 maçã
Marmelada
Sumo de 1/2 laranja
Agua
Canela

Preparação:


  1. Abrir a massa folhada e estender mais um pouco com o rolo e cortar em 5 rectângulos.
  2. Cortar a maçã ao meio com a casca e tirar o caroço.
  3. Cortar a maçã em meias luas fininhas.
  4. Numa taça deitar agua e juntar o sumo da laranja.
  5. Colocar as meias luas dentro da agua e levar ao microondas 3 minutos.
  6. Tirar a agua da taça e deixar só as meias luas da maçã.
  7. Com a ajuda de uma faca, "barrar" as tiras da massa folhada com marmelada.
  8. Colocar meias luas de maça em cada metade da tira de massa folhada, fechar a outra metade e enrolar.
  9. Polvilhar com um pouco de canela e levar ao forno cerca de 20 minutos.



quinta-feira, 16 de abril de 2015

Frango com Laranja na Varoma

Ingredientes:

1 frango inteiro
Sal
Alho em Pó
Cebolinho
Azeite
1 Laranja
Agua
Papel de alumínio

Preparação:


  1. Colocar uma folha de alumínio na Varoma e o frango por cima.
  2. Regar com azeite.
  3. Temperar com sal, alho em pó e cebolinho.
  4. Cortar uma laranja as rodelas e pôr a volta do frango.
  5. Com a ponta de uma faca dar uns golpes no frango.
  6. Pôr 1500gr de agua no copo da Bimby.
  7. Tapar a Varoma e programar 60m/varoma/vel1.




terça-feira, 7 de abril de 2015

Arroz Integral Bom Sucesso com Espinafres

Ingredientes:

200gr de Arroz Bom Sucesso Integral
80gr de espinafres congelados
1000gr de agua
1 cebola
Alho em pó
50gr de azeite
Sal

Preparação:


  1. No copo da Bimby deitar a agua.
  2. No cesto, colocar os espinafres e o arroz 60min/100º/vel3.
  3. Reservar.
  4. No copo pôr a cebola o alho em pó e o azeite 5seg/vel5.
  5. Refogar 5min/100º/vel1.
  6. Juntar o arroz com os espinafres 1min/vel inversa/vel colher.






Parceria Arroz Bom Sucesso

E para começar o dia em grande mais uns miminhos que recebi da minha nova parceria com o Arroz Bom Sucesso​ :)





Bolo de Laranja com Doce de Laranja Azeda e Cobertura de Chocolate

Ingrediente:

1 laranja inteira
Sumo de 2 laranjas
250gr de açúcar
100gr de azeite/óleo
4 ovos
300gr de farinha
1 c. chá de fermento
Doce de Laranja Azeda da Mary Ideas

Para a Cobertura de Chocolate:

50gr de margarina
100gr de açucar
50gr de leite
50gr de chocolate em pó

Preparação:


  1. Pôr no copo a laranja e o sumo de 1 laranja, 15s/vel9.
  2. Juntar o açúcar, o azeite e os ovos, 2m/37º/vel4.
  3. Adicionar a farinha e o fermento mais 15s/vel3.
  4. Verter o preparado para uma forma untada e polvilhada e levar ao forno cerca de 40 minutos.
  5. Quando o bolo arrefecer, desenformar e abri-lo ao meio.
  6. Deitar o doce de laranja e espalha lo bem.
  7. Fechar o bolo.
  8. No copo lavado da Bimby, deitar todos os ingredientes e programar 8m/varoma/vel2.
  9. Cobrir o bolo com o chocolate.
  10. No fim espalhar umas raspas da casca de laranja.








segunda-feira, 6 de abril de 2015

sábado, 4 de abril de 2015

Canelones de Espinafres e Queijo Fresco

Ingredientes:

12 canelones
400gr de espinafres congelados
3 queijos frescos (Requijoeste)
1 cebola
Alho em pó
50gr de azeite
Sal
Bechamel (fiz na Bimby)
Agua quente
Queijo ralado

Preparação:


  1. Numa taça com agua, colocar os espinafres congelados.
  2. Numa taça ou caixinha, colocar os canelones e agua quente para amolecerem.
  3. No copo da Bimby pôr a cebola, o azeite, o sal e o alho em pó 5seg/vel5.
  4. Refogar 5min/100º/vel1.
  5. Juntar os espinafres escorridos 5min/100º/vel1/vel inversa.
  6. Deitar os espinafres numa taça e tirar o excesso de liquido.
  7. Partir os queijos frescos aos bocadinhos para a mesma taça e envolver bem.
  8. Rechear os canelones e coloca los numa travessa de ir ao forno.
  9. Deitar o molho bechamel por cima.
  10. Polvilhar com queijo ralado.
  11. Levar ao forno cerca de 25 minutos.








quinta-feira, 2 de abril de 2015

Omelete com Queijo Fresco na Microdelicia

Aqui vos deixo mais uma Omelete, desta vez com queijo fresco.

Ingredientes:

1 queijo fresco (Requeijoeste)
2 ovos
Sal
Leite
Aneto

Preparação:


  1. Deitar todos os ingredientes numa taça menos o queijo fresco e bater bem.
  2. Cortar o queijo fresco em rodelas e pôr no fundo da Microdelicia da Tupperware.
  3. Deitar o preparado em cima do queijo fresco.
  4. Levar 5 minutos ao microondas.

GRANOLA CASEIRA


Tirado do site: lifestyle.sapo.pt
A granola é ideal para integrar uma refeição matinal saudável, acompanhando um iogurte ou diversas frutas frescas.


INGREDIENTES

  • Flocos de Aveia 90 g
  • Coco ralado 30 g
  • Sementes de abóbora 30 g
  • Amêndoas inteiras sem pele 50 g
  • Miolo de noz ou nozes Pecan 50 g
  • Canela em pó 1 colher de chá
  • Arandos desidratados 50 g
Calda
  • Açucar Mascavado 30 g
  • Manteiga 70 g
  • Mel 2 colheres de sopa
  • Aroma de baunilha 1 colher de chá
 CRIAR LISTA DE COMPRAS

PREPARAÇÃO

Num tabuleiro de ir ao forno, previamente untado com manteiga, deite a aveia, o coco ralado, as sementes de abóbora, as amêndoas, as nozes, a canela em pó. Misture bem todos os ingredientes e leve ao forno, previamente aquecido a 180º C, cerca de dez minutos, até que todos os ingredientes fiquem crocantes e ligeiramente dourados.
Entretanto, faça a calda: numa panela, aqueça o açúcar, a manteiga e o mel até que todos os ingredientes fiquem bem misturados. Leva cerca de cinco minutos até a calda começar a engrossar.
Retire o tacho do lume e acrescente o aroma de baunilha.
De seguida, retire o tabuleiro do forno, adicione a calda sobre os ingredientes da granola, misture para que tudo fique bem envolvido na calda.
Coloque novamente o tabuleiro no forno e deixe assar mais dez minutos, até a mistura ficar crocante.
Retire o tabuleiro do forno e deixe arrefecer. Acrescente os arandos e envolva bem.
Guarde a granola em frascos herméticos, previamente esterilizados.

artigo do parceiro:

OS NOVE SEGREDOS PARA UM BOLO PERFEITO


Tirado do site: lifestyle.sapo.pt
Todos nós sonhamos com "o bolo perfeito"! Alto, fofo, equilibrado na cozedura, realçando os ingredientes principais. A autora do blog Camomila Limão partilha connosco nove dicas que farão dos nossos bolos as verdadeiras estrelas da festa.
Não é episódio único receber um telefonema de um amigo que me diz "a tua receita parece tão fácil e fiz tudo "direitinho" mas o bolo não ficou igual ao teu...".
Como costumo dizer, o ponto de partida - principalmente nas receitas de pastelaria - é respeitar as quantidades indicadas na receita e os ingredientes mencionados!
Esquecer a adição da manteiga ou fermento acaba por ser "fatal" para o bolo que se pretende confecionar.
Partilho as dicas que me parecem "essenciais" para obter um bom resultado final.
1) Colocar o bolo no forno apenas quando este atinge a temperatura desejada.
É da máxima importância pré-aquecer o forno enquanto prepara a receita. Se estiver com atenção, no meu blog, começo a receita de bolos com "pré-aquecer o forno"... Se colocar o bolo no forno ainda frio, este não vai crescer devidamente.
Por sua vez, aquecer o forno depois da massa estar pronta também compromete o resultado final. Isto porque o fermento começa a atuar quando a massa está no exterior e assim que a coloca no forno o efeito já pode ser passado.
Por fim, é muito importante conhecer o seu próprio forno pois "cada forno é um forno" e o tempo de cozedura total varia em função do forno.
2) Ler a receita até ao fim.
Já não é a primeira vez que estou a tentar perceber o porquê de uma receita não ter funcionado e, no final, apercebo-me que faltou um ingrediente.
Para evitar esses erros, deve colocar todos os ingredientes na bancada para que não fique nada esquecido.
Por sua vez, as quantidades também têm de ser respeitadas porque 5 g a mais ou a menos fazem toda a diferença nas receitas de pastelaria.
3) Utilizar ingredientes à temperatura ambiente.
Salvo raras exceções (que vêm mencionadas na receita), os ingredientes devem ser utilizados à temperatura ambiente para não comprometerem o resultado final da receita.
4) Não abrir o forno antes de 15 minutos.
Não deve abrir o forno antes de a massa estar a cozer há 15 minutos para evitar que esta "baixe".
A maioria dos fornos tem luz e, por isso, não há necessidade de os abrir para verificar o aspeto do bolo.
5) Trocar ingredientes por ingredientes "parecidos".
Utilizar o tipo de farinha errado num bolo pode ser "fatal".
Por regra, o leque de farinhas é tão vasto que, numa primeira leitura, pode pensar que é indiferente.
Contudo, utilizar farinha tipo 65 para bolos - quando é a farinha adequada para o pão - vai deixar o bolo elástico em vez de fofo.
Por sua vez, se não tiver atenção ao facto de a farinha conter ou não fermento, pode levar a que o bolo não cresça por não ter adicionado fermento ou obter um bolo que cresceu demasiado porque acrescentou fermento quando a farinha que utilizou já continha fermento.
6) Bater a massa exaustivamente.
Contrariamente ao que muitos possam pensar, a massa do bolo não deve ser muito batida. Na verdade, apenas a mistura de gemas com açúcar  deve ser batida muito bem para que os elementos se misturem devidamente e aumentem de volume.
Contudo, a farinha não deve ser batida mas apenas envolvida para não desenvolvermos o glúten da farinha e obtermos um bolo "elástico" em vez de um bolo fofo.
Ao bater demais a massa pode potenciar outro problema: apesar do bolo estar com um "ótimo aspeto" dentro do forno, assim que o retira "baixa" porque a massa ficou com demasiado ar e o bolo não ficou com estrutura suficiente para conseguir suportar o seu peso.
 Na próxima página saiba que erros não cometer
VER ARTIGO COMPLETO

EQUIVALÊNCIAS, TEMPERATURAS DO FORNO E LINGUAGEM TÉCNICA CULINÁRIA


Tirado do site: lifestyle.sapo.pt
Quantas vezes nos deparamos com termos técnicos culinários, equivalências ou temperaturas do forno que não sabemos decifrar?
Nem sempre as receitas são apresentadas com o mesmo formato: chávenas ou grama? Forno médio ou forno a 180.º C? Redução de vinho tinto ou tarte merengada? São apenas alguns exemplos que, numa primeira leitura, podem dificultar a execução da receita.
Hoje partilho as minhas notas sobre esta temática, guardadas há anos no evernote, esperando que ajude a descomplicar algumas receitas que decidam experimentar.
Equivalências
Chávena
1 chávena de açúcar = 210 g
1 chávena de arroz = 180 g
1 chávena de farinha = 100 g
1 chávena de manteiga = 2 dl (12 colheres de sopa)
1 copo de água/leite = 2 dl ( 12 colheres de sopa)
1 copo de vinho = 1 dl (6 colheres de sopa)
1 cálice =0,5 dl (3 colheres de sopa)
Colher de sopa
1 colher de sopa de açúcar = 10 g
1 colher de sopa de água/leite = 15g
1 colher de sopa de arroz = 15 g
1 colher de sopa de chocolate em pó/cacau = 8 g
1 colher de sopa de farinha = 7 g
1 colher de sopa de óleo = 12 g
1 colher de sopa de manteiga = 15 g
1 colher de sopa de fécula de batata/ amido de milho = 7 g
1 colher de sopa de sal = 15 g
Temperaturas do forno
Forno muito brando                     100.º-125.º C      Gás*   1           Elétrico*  1-2
Forno brando                                125.º-175.º C      Gás     2-3       Elétrico    2-4
Forno médio                                  175.º-200.º C      Gás     4          Elétrico    4-5
Forno moderadamente quente     200.º-225.º C      Gás    5-6       Elétrico    5-6
Forno quente                                  225.º-250.º C      Gás    7-8       Elétrico     7-8
Forno muito quente                       250.º-275.º C      Gás    9          Elétrico     8-9
Máximo                                           275.º-300.º C      Gás   10         Elétrico     9-10
*Quer no forno a gás, quer no forno elétrico, considerei a existência de termostáto 10.
Termos técnicos culinários
A
Apurar: reduzir o volume de líquido presente num determinado molho de forma a acentuar o seu sabor.
B
Banho-maria: aquecer ou cozinhar um ingrediente, lentamente, colocando em água a ferver o recipiente onde se encontra.
Branquear: cozer um alimento rapidamente de forma a que a actividade enzimática fique destruída passando-o, de imediato, por água fria ou por água corrente.
C
Calda: misturar  açúcar  em  água  ou  sumo  de  fruta   e,  de  seguida,  aquecer  o  líquido  açucarado.
Caramelizar: adicionar açúcar a alimentos que estão a ser cozinhados deixando-o derreter até os alimentos ficarem envolvidos num molho xaroposo e dourado.
Confitar: cozinhar os alimentos, muito lentamente, numa gordura a baixa temperatura.
Corar: alourar um alimento no forno ou em gordura.
E
Escaldar: mergulhar um alimento em água a ferver por breves instantes.
Escalfar: cozinhar um alimento num líquido a ferver suavememte.
Escumar: retirar a espuma de um líquido a ferver com ajuda de uma escumadeira.
Estalar ou selar: alourar um alimento rapidamente numa gordura quente, em lume forte, de forma a criar uma costa na superfície para que os sucos não saiam do mesmo.
F
Filetar:  tirar as espinhar e a pele do peixe cortando-o em fatias.
Flambear: acentuar o paladar de um alimento regando-o com uma bebida alcoólica ateando-lhe o fogo para que o álcool evapore permanecendo apenas o aroma da bebida utilizada.
Flan: misturar natas ou leite com ovos -  na proporção de 1 ovo para cada 1 dl - juntando ou não a outros alimentos levando a cozer em banho-maria ou no forno.
G
Ganache: creme de leite e chocolate utilizado em bolos, bombons, petit-fours.
Gelatinar: com ajuda de um produto coagulante, v.g. gelatina, coagular um líquido.
Glacear:  cobrir os alimentos com uma camada brilhante.
Gratinar: tostar a superfície de um determinado prato, devidamente coberto com molho branco e polvilhado com queijo ou pão ralado, levando-o ao forno.
I
Infusão: conservar uma determinada substância, temporariamente, num líquido de modo a que este fique perfumado.
J
Juliana (cortar em): cortar os legumes em palitos finos com cerca de 5 cm.
M
Macerar: deixar um alimento dentro de um molho/mistura de temperos, durante um determinado período de tempo, para que tome gosto.
Merengue: massa de claras batida em castelo com açúcar, pode fazer-se  frio ou em banho-maria. Deve ser cozido em forno muito brando (100.º C).
P
Papelote: quadrado em papel vegetal ou folha de alumínio com alimentos e condimentos no interior. Dobra-se ou embrulha-se levando a cozinhar no forno ou nas brasas. Deve ser aberto na mesa ou antes de servir.
Passar: cozinhar mais ou menos um alimento de acordo com o que se pretende.
Panar: passar um determinado alimento por farinha, ovo batido e pão ralado.
Perfumar/ aromatizar:  adicionar aos cozinhados ervas aromáticas, especiarias ou uma bebida alcoólica para enriquecer o sabor reduzindo a quantidade de sal utilizada.
Polvilhar: espalhar, delicadamente, qualquer ingrediente em pó por cima de alimentos.
R
Ramo de cheiros: ramo de ervas aromáticas, especiarias e/ou outros condimentos para perfumar um determinado prato. Por regra, é retirado depois de o cozinhado estar pronto.
Reduzir: ferver um líquido ou molho, destapado, de forma a reduzir a quantidade humidade permitindo concentrar o sabor de um determinado prato ou espessar um molho.
Refogar: fritar alimentos em pouca gordura até que fiquem ligeiramente macios.
Refrescar: refrescar um alimento quente regando-o com um líquido frio.
Regar: deitar, de forma suave, sobre um determinado alimento o seu próprio suco permitindo que se mantenha suculento.
Ripar: cortar os legumes com a ponta dos dedos.
S
Saltear: cozinhar um alimento em fogo forte e com pequena quantidade de gordura para que este não cole no fundo da frigideira selando de ambos lados.
Sovar: bater, vigorosamente uma massa, com as duas mãos, até que esta forme bolhas.
Suar: provocar num alimento ou mistura, sem líquido, sobre lume forte.
T
Talhar: aspecto coalhado de uma preparação devido à separação dos ingredientes.
Tender: estender uma massa com ajuda do rolo ou, com as mãos, dar a forma que se pretende.
U
Untar: cobrir um recipiente com qualquer tipo de óleo ou gordura (manteiga, azeite, óleo, etc), antes de colocar o alimento que será levado ao forno ou fogão.
V
Vinagrete: molho utilizado para temperar saladas. Por regra, deve misturar-se 3 partes de azeite com uma parte de vinagre, uma pitada de sal fino e uma pitada de pimenta.
X
Xarope: dissolver o açúcar em 1/3 do seu peso em água deixando-se ferver, sem mexer, até obter a densidade desejada.
artigo do parceiro: